Biden revoga a ordem executiva de Trump que visava a Seção 230

7

Presidente Biden na sexta-feira revogou várias ordens executivas do ex-presidente Trump, incluindo um que teria alterado as proteções legais para sites de mídia social e outras plataformas online.

A seção 230 do Communications Decency Act de 1996 limita o quanto as plataformas online podem ser responsabilizadas pelo conteúdo que os usuários compartilham em suas plataformas. A ordem Trump, intitulada "prevenção da censura online", teria permitido que as autoridades federais responsabilizassem empresas como o Twitter, Google e Facebook se fossem consideradas infratoras à fala dos usuários, excluindo ou modificando as postagens dos usuários.

Trump assinou o pedido em maio passado, assim que o Twitter começou aplicar rótulos a seus tweets como "enganosos". Trump foi eventualmente banido do Twitter por tweets que incitaram o motim de 6 de janeiro no Capitólio dos Estados Unidos. Uma proibição semelhante por Facebook continua em vigor enquanto a empresa o reavalia.

Além de revogar a ordem executiva que teria alterado a Seção 230, Biden revogou uma Ordem Trump 2020 que teria permitido ao governo processar pessoas que causaram danos a estátuas ou monumentos, e suspender a O plano de Trump para criar um Jardim Nacional dos Heróis Americanos.

O presidente Biden também revogou uma ordem Trump 2019 que teria imigrantes obrigatórios para os EUA para provar que podem pagar os cuidados de saúde como parte dos seus pedidos de visto.

Fonte: The Verge