Fábio Monken: “Estádio, terrenos e processo eleitoral”

4
Flamengo estuda construção de estádio na Barra da Tijuca; outros dois terrenos estão em pauta


Salve, Salve, Nação Mais Linda do Mundo!

Mais uma nova (velha) notícia sobre mais um documento (memorando de entendimento – nome pomposo, não?) assinado pelo Flamengo com a intenção de (avaliação) compra de outro terreno destinado ao tão sonhado estádio próprio. Ontem o Venê Casagrande publicou essa notícia aqui neste site.

A notícia deste terreno, como de vários outros, é antiga, mas foi reaquecida (em micro-ondas) para ser servida aos flamenguistas mais desavisados e menos atentos às minúcias que permeiam o noticiário esportivo do clube mais querido do Brasil, como uma entrada do que a atual diretoria poderá fazer caso seja eleita.

Várias reportagens já foram divulgadas pelo Colunadoflamengo.com, e o assunto quase foi exaurido pois foi tema de estudo e de uma série de episódios do nosso canal – TV Coluna do Flamengo – no YouTube, feito pelo competentíssimo amigo Fabrício Chicca, que nos dá uma aula nesse quesito. Mas devo dizer uma coisa, opinião única e exclusiva minha: não acho que é pertinente a hora de propalar uma notícia dessas, muito menos faltando três dias para a eleição presidencial que acontecerá no próximo sábado, 08 de dezembro. Considero isso, para dizer o mínimo, uma tremenda falta de tato.

E não é de hoje que percebemos essa falta de bom senso no tocante às atitudes da gestão atual, mesmo reconhecendo seus vários acertos nas diversas áreas de atuação, excluindo-se o futebol. A venda do Paquetá é um dos exemplos que evidencia isso e corrobora com questionamentos de fundamentações mais frágeis. Já foram feitas inúmeras perguntas quanto à venda do Garoto do Ninho e nem vou questionar valores envolvidos, probidade na negociação ou outros pormenores neste tocante, apenas devo anuir sobre o momento inoportuno em que a venda foi concretizada.

Não estou querendo polemizar, não me presto a este papel ridículo, mas devemos questionar, por exemplo, se era realmente a hora de realizar a venda de um jogador dessa estirpe, com um potencial incomensuravelmente enorme para atingir o patamar de ídolo. Na minha opinião, não era esse o momento adequado para que batêssemos o martelo. Mesmo porque a coisa foi anunciada de supetão a poucos meses da mudança na presidência.


Compre capinhas oficiais do Mengão para seu celular. São diversos modelos para você escolher o que mais combina contigo. CLIQUE AQUI para conferir!


Tenho a certeza de que, também neste caso, houve falta de tato como em inúmeras outras ocasiões, sobre as quais não tecerei comentários para não me alongar ainda mais. Mas esse questionamento é extremamente válido e mostra-se pertinente devido ao adiantado da hora em que se deu o anúncio. Devemos, sim, questionar! Mas devemos fazê-lo de forma responsável! E é dessa forma que estou procedendo.

Considero que atitudes como essa acabam minando o bom trabalho de estruturação patrimonial econômico e financeira dessa gestão, pois confundem o eleitorado e, mais ainda, dão margens a interpretações e quimeras mil. Uma atitude pudibunda como essa nos faz refletir sobre quais os caminhos queremos que o Mengão siga politicamente a partir de 2019.

Não farei aqui devaneios tolos sobre o teor de retidão de caráter, ou da falta dela, dos candidatos ao pleito do próximo sábado nem da gestão atual, mesmo porque não conheço todos pessoalmente e, indo mais a fundo, não convivo com eles a ponto de poder tecer qualquer parâmetro sobre suas probidades, mas ressalto aqui, peremptoriamente, que sou totalmente contra qualquer tipo de anúncio ou floreio eleitoreiro, seja de qualquer parte, principalmente às vésperas de pleito eleitoral.

Inclusive deixo aqui registrado que, em minha opinião, deveríamos antecipar, estatutariamente, para agosto ou setembro as eleições no Flamengo visando não perdermos tempo precioso no tocante ao planejamento do ano posterior a este. Mas isso é assunto para coluna futura aqui neste espaço democrático.

Para que o Flamengo se torne ainda maior é necessário que a serenidade seja levada a sério. Que seja realmente inaugurada a era da ética no Clube de Regatas do Flamengo. Que o pleito seja coberto pelo manto da decência e que as falácias eleitoreiras e os fisiologismos sejam extirpados de uma vez por todas do ambiente da Gávea e de suas imediações.

Um ditado é claríssimo como o sol que nos ilumina: “Os homens passam, o Flamengo fica”! Isso é o que os associados e as várias vertentes políticas dentro do Mengão devem ter incutido em suas mentes. O lema “tudo para o Flamengo, nada do Flamengo” nunca foi tão importante! As divergências de opinião são absurdamente saudáveis na política de relacionamentos nas mais diversas áreas. A oposição simplória é tão nociva quanto a veneração cega.

Quando ouvimos uma contra-argumentação embasada e eticamente responsável, crescemos pessoal e profissionalmente, mesmo que não concordemos com os argumentos utilizados por nossos opositores. Isso é condição sine qua non para nosso desenvolvimento, mesmo que possamos ouvir coisas que não desejávamos pelo simples fato de algumas verdades nos machucarem o ego.

O mote principal é ter humildade, no sentido estrito à palavra. Devemos saber e, acima de tudo, nos ater à prática de trabalharmos, todos, em prol da instituição. O Flamengo é maior do que tudo e todos, isso é consensual! Juntos, literalmente, podemos fazer o Mengão mais forte. Devemos caminhar lado a lado e ouvir a todos, sem exceção, por mais esdrúxulas e estapafúrdias que achemos que sejam as ideias de uma pessoa ou de um grupo específico.

Isso nos fará definitivamente uma entidade democrática. Isso nos fará uma instituição cidadã e benevolente. Isso potencializará o impulso para que nosso crescimento seja exponencial e tenda ao infinito. A coisa tem melhorado. As partes têm se respeitado cada vez mais. Mas tenho a certeza, absoluta, de que podemos fazer muito, mas muito melhor do que temos feito até o presente momento.

Vote com a consciência tranquila, conhecendo o que cada candidato tenciona para o Flamengo para depois não se arrepender. Dá um pulinho no Blog Ser Flamengo, do querido Poeta Túlio, e compare todos os candidatos antes de escolher o seu. Ainda dá tempo! Vamos lá, galera! Por um Flamengo forte. Por um Flamengo vencedor sempre. Por um Flamengo realmente protagonista em todos os esportes que tenciona disputar. Por um Flamengo mais gigantesco do que qualquer outro clube na face da terra. Nós podemos! Juntos! A hora é agora! Vai pra cima deles Mengo!!!

O Flamengo simplesmente é!
Saudações rubro-negras a todos!

Fabio Monken
Twitter: @fabio_monken

Gostou? Não gostou? Concorda, discorda? Ótimo!

O Debate sempre será salutar!
Deixe seus comentários e interaja conosco!
Pontos de vista divergentes são essenciais à evolução do homem.
Mas lembre-se: Somos todos Flamengo!
A intolerância e a falta de argumentos são os combustíveis para o fracasso!

https://platform.twitter.com/widgets.js

Fonte: Coluna do Flamengo

Author: Fábio Monken

Facebook Comments