Militar do Exército que fez família refém recebe tratamento psiquiátrico no RJ

41


A informação é do Comando Militar do Leste

José Lucena/Estadão ConteúdoDe terça-feira (14) para quarta (15) ele manteve a sua família, esposa de 45 anos e filhos gêmeos de 11 anos sob a mira de uma arma

O tenente-coronel do Exército que fez a família refém no Rio de Janeiro por mais de 14 horas está no Hospital das Forças Armadas e recebe tratamento psiquiátrico. A informação é do Comando Militar do Leste, que vem dando assistência à família de André Luiz Amaral, de 50 anos.

De terça-feira (14) para quarta (15) ele manteve a sua família, esposa de 45 anos e filhos gêmeos de 11 anos sob a mira de uma arma. Ele teria tido um surto de ciúmes, segundo vizinhos, que apontam o militar como pessoa agressiva e que agredia a esposa Luciana.

Os gritos começaram na última terça (14) e vizinhos e porteiros chamaram a Polícia. Com a chegada da Polícia, o militar do Exército fez a família refém.

O militar foi convencido a se entregar por volta das 10h desta quarta-feira.

*Informações do repórter Rodrigo Viga



Fonte: Jovem Pan

Autor: Jovem Pan

Facebook Comments