O botão de soneca é a melhor parte do gadget mais odiado do mundo

7

Poucos dispositivos são mais odiados do que o despertador, um dispositivo cujo objetivo principal é tirar você rudemente do mundo agradável do sono para a realidade fria, dura e implacável em que vivemos todos os dias – e cujo nível de funcionalidade é diretamente proporcional a quão irritante é o som de bipe que ele pode fazer.

Mas, em praticamente todos os despertadores, há também uma trégua crucial: o botão de soneca, uma pomada temporária para o toque de clarim cruel do alarme, uma suspensão da execução para o dia que você inevitavelmente terá que enfrentar. É a frase “apenas mais alguns minutos” reproduzida em plástico.

O despertador aqui é um Sharp SPC028B, comprado de um Walmart em algum lugar da Pensilvânia antes de meu tempo como conselheiro de acampamento para dormir, há mais de uma década. Ele sustentou anos de uso durante o ensino médio, faculdade e além, o brilho vermelho de seus números dificilmente esmaecido pelo tempo ou idade. É brutal e feio, feito de plástico que costumava ser branco antes da passagem do tempo e a força bruta repetida o embotou para um tom de cinza excepcionalmente horrível.

Naqueles anos, o botão de soneca foi apertado e golpeado incontáveis ​​manhãs, cada clique percussivo garantindo mais alguns minutos de silêncio – apenas o tempo suficiente para voltar a dormir antes que o ciclo comece novamente.

Não é por acaso que os botões de soneca são quase sempre o maior botão de um despertador. Não é um botão para sutileza: é um botão para ser cegamente tateado no crepúsculo meio iluminado de uma manhã que chega muito cedo, para ser esmagado com a consciência grogue de alguém que ficou acordado até tarde tomando Netflix na noite anterior. E embora eu tenha tentado destruir meu despertador barato em dezenas de manhãs por cometer o pecado capital de me acordar, o plástico durável do botão de soneca voltou para outra luta a cada dia.

A proeminência do botão de soneca também torna o desligamento de um alarme totalmente mais deliberado. Mashing snooze é a interação física do usuário mais fácil que você pode ter com um despertador, enquanto a desativação do alarme normalmente requer desligá-lo por meio de um botão bem menor em um local menos conveniente. Porque dormir mais 10 minutos está bom, mas o botão de soneca quer nos proteger de nossos piores impulsos de desligar o alarme totalmente e dormir o dia todo.

É um paradigma que ainda existe, mesmo quando nossos alarmes se tornaram digitais e se tornaram mais frágeis. Quando o alarme do iPhone dispara, o maior botão digital da tela de bloqueio é um botão laranja gigante de soneca, enquanto o botão menor "parar" fica escondido abaixo. O botão liga / desliga físico também assume o padrão de soneca quando um alarme dispara, porque os botões de soneca precisam estar no seu máximo funcional, mesmo quando estamos no mínimo.

O botão de soneca é, em última análise, uma mentira – uma promessa de que as coisas podem melhorar, mesmo com a verdade iminente de que mesmo com mais alguns minutos de sono, a manhã sempre chega. Afinal, o despertador ainda é um relógio, e os relógios (e a hora) sempre avançam.

Mas às vezes, por mais escassos que sejam, os poucos minutos extras que o botão soneca compra podem ser suficientes para começar o dia da maneira certa – ou, pelo menos, melhor.

Fotografia de Chaim Gartenberg / The Verge

Fonte: The Verge