O chefe de superfície da Microsoft agora lidera Windows e hardware

18

Hoje é o dia de reorganizar a Microsoft, e as maiores mudanças envolvem o chefe do Surface, Panos Panay, assumindo o cliente e o hardware do Windows. ZDNet relatórios que as equipes do Windows Experience (cliente) e hardware anteriormente separadas agora serão combinadas em um único grupo que será conhecido como Dispositivos + Windows. O diretor de produtos Panos Panay se encarregará dessa unidade recém-formada, em um sinal claro de que a Microsoft está seriamente empenhada em alinhar mais estreitamente seu software e hardware para o Surface e além.

Joe Belfiore, que estava executando o Windows Experience, agora está mudando para o lado Office da Microsoft no final deste ano. Belfiore passou a maior parte do tempo na Microsoft no lado do Windows, trabalhando no Windows 95, na interface do usuário do Windows XP, no Windows Media Center e, é claro, no Windows Phone. Belfiore ajudará a liderar o Office Experience Group, que cuida dos principais aplicativos do Office. Ele também continuará liderando a Comunidade Inclusiva de Produtos Essenciais, que inclui os aplicativos móveis relacionados à Edge e à Microsoft para iOS e Android.

Joe Belfiore

Joe Belfiore da Microsoft.

Microsoft alinhado anteriormente as partes principais da equipe da plataforma Windows com suas equipes de plataforma de IA e plataforma de nuvem do Azure há quase dois anos, e essas mudanças mais recentes não mudam isso. A Microsoft tem tentado integrar melhor o hardware Windows e Surface, especialmente para produtos como o Surface Hub 2S e seus próximos Dispositivo de tela dupla Surface Neo. A decisão de Panay parece ser o próximo passo nesse trabalho, mas ele não estará na equipe de liderança sênior da Microsoft. Ele ainda se reportará a Rajesh Jha, que chefia a unidade de Experiências e Dispositivos da Microsoft.

ZDNet também revela que Panay pode estar considerando uma nova função dentro ou fora da Microsoft que poderia envolver uma licença ou até mesmo para ele ingressar na Apple. Se isso for preciso, essa ação certamente levaria a Microsoft a impedir que seu chefe do Surface se juntasse a um rival como a Apple.

Fonte: The Verge