O Google supostamente forneceu dados de alguns usuários às autoridades de Hong Kong em 2020

3

O Google forneceu alguns dados do usuário ao governo de Hong Kong no ano passado, apesar de prometer que não processaria tais solicitações de dados das autoridades, de acordo com o Imprensa Livre de Hong Kong. A empresa disse à agência de notícias que “produziu alguns dados” em resposta a três dos 43 pedidos que recebeu do governo de Hong Kong. Dois dos pedidos tinham a ver com investigações sobre tráfico de pessoas e incluíam mandados de busca e um terceiro era uma divulgação de emergência como parte de uma ameaça credível à vida de alguém, HKFP relatado.

A empresa disse HKFP que nenhuma das três respostas incluiu dados de conteúdo dos usuários.

Último agosto, Google disse que iria parar de responder às solicitações de dados do governo de Hong Kong, a menos que as solicitações tenham sido feitas em cooperação com o Departamento de Justiça dos EUA. A medida foi em resposta a uma nova lei de segurança nacional de Hong Kong imposta pela China, que incluía uma possível sentença de prisão perpétua para pessoas consideradas culpadas de subversão. A China usou acusações de subversão para deter manifestantes políticos e dissidentes no continente chinês. O Facebook e o Twitter também interromperam o processamento de solicitações de dados do governo de Hong Kong em resposta à lei de segurança.

O Google não respondeu imediatamente a um pedido de comentário de The Verge no sábado.

Fonte: The Verge