Teslas são os carros novos mais confiáveis ​​dos EUA, revela pesquisa

35

Na quarta-feira, a JD Power acaba de lançar sua Pesquisa de Qualidade Inicial para 2020. Conduzida anualmente nos últimos 34 anos, a pesquisa consulta os compradores de carros novos desse ano modelo para descobrir quais problemas, se houver algum, foram encontrados nos primeiros 90 dias. de propriedade. Cada marca é classificada no número de problemas enfrentados por 100 veículos (PP100).

2020 é o primeiro ano em que a Tesla foi incluída na pesquisa e, como leitores de nossa história recente sobre problemas do Modelo Y pode ter adivinhado, as coisas não parecem boas para a empresa de carros elétricos da Califórnia. Enquanto isso, as coisas parecem muito boas para Dodge, que compartilha o primeiro lugar com a Kia.

De acordo com a pesquisa da J.D. Power, o índice de qualidade inicial da Tesla é de 250 PP100, uma façanha que faz até Audi e Land Rover parecerem confiáveis ​​em comparação. Embora seja totalmente preciso, a Tesla não está oficialmente classificada em último lugar, porque a marca não permitirá que a J.D. Power faça uma pesquisa com seus clientes em 15 estados onde aparentemente é necessária a permissão do OEM. "No entanto, conseguimos coletar uma amostra suficientemente grande de pesquisas de proprietários nos outros 35 estados e, a partir dessa base, calculamos a pontuação de Tesla", disse Doug Betts, presidente da divisão automotiva da J.D. Power.

Domestics bom, carros de luxo ruim?

J.D. Power

As coisas parecem melhores para as outras montadoras domésticas. Dodge alcançou uma pontuação de 136 PP100, correspondendo à Kia. Chevrolet e Ram estão em terceiro lugar, com 141 PP100, e Buick, GMC e Cadillac obtiveram melhores resultados que a média da indústria, 166 PP100. E o veículo MY2020 individual mais confiável foi o Chevrolet Sonic, com 103 PP100.

Por outro lado, as importações de luxo se saem mal nesta pesquisa, que obteve respostas de um total de 87.282 compradores e arrendadores de veículos MY2020, realizados entre fevereiro e maio deste ano. Somente o Genesis (124 PP100), o Lexus (152 PP100) e o mencionado Cadillac (162 PP100) foram melhores que a média. Enquanto isso, os cinco últimos (excluindo Tesla) eram Jaguar (190 PP100), Mercedes-Benz (202 PP100), Volvo (210 PP100), Audi (225 PP100) e Land Rover (228 PP100).

Ainda assim, uma média de 1,66 problemas por carro novo em toda a indústria parece muito ruim. Mas J.D. Power diz que isso é mais uma função de uma pesquisa redesenhada este ano, que oferece às pessoas uma maneira mais granular de relatar os problemas que seu novo veículo experimentou.

Agora ele faz 223 perguntas, divididas em nove categorias: incluindo entretenimento, recursos, controles e displays, exterior, interior, trem de força, assentos, experiência de dirigir, clima e (novo para 2020) assistência de direção. Os leitores de Ars podem não se surpreender ao descobrir que a mais problemática dessas categorias foi o infotainment, responsável por quase um quarto de todos os problemas. As principais reclamações aqui foram reconhecimento de voz, conectividade com o Android Auto e Apple CarPlay, telas sensíveis ao toque, navegação a bordo e problemas com Bluetooth.

Fonte: Ars Technica